Siderurgia – Vendas, lucro e caixa do setor estão em seus máximos históricos no 4º trimestre de 2020 - Tessa / AO4
758
post-template-default,single,single-post,postid-758,single-format-standard,bridge-core-2.1.9,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-20.6,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.1,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-344
 

Siderurgia – Vendas, lucro e caixa do setor estão em seus máximos históricos no 4º trimestre de 2020

Siderurgia – Vendas, lucro e caixa do setor estão em seus máximos históricos no 4º trimestre de 2020

Economatica consolida os números das quatro empresas do segmento Bovespa Siderurgia (Gerdau, CSN, Usiminas e Ferbasa).Todos os números são extraídos dos demonstrativos financeiros entregues pelas empresas à CVM conforme ITR´s ou DFP´s desde o ano de 2008. As demonstrações de resultados foram analisadas em períodos trimestrais em valores nominais, sem nenhum ajuste pela inflação.

Vendas

As vendas consolidadas das quatro empresas no 4º trimestre de 2020 é de R$ 29,35 bilhões, que é o maior valor trimestral registrado pelo setor no período da amostra. O valor é 45,2% superior ao valor do 4º trimestre de 2019, quando as empresas faturaram R$ 20,21 bilhões. As vendas do 4º trimestre com relação ao 3º trimestre de 2020 têm crescimento de 14,2%.

Individualmente a Ferbasa é a empresa com maior crescimento percentual entre o 4º trimestre de 2020 e 2019 com 61,8%, seguida pela CNS com 50,1%, Gerdau com 42,9% e Usiminas com 41,3%.

Entre o 4º e 3º trimestre de 2020 a Usiminas tem o maior crescimento com 24,9%, Ferbasa com 20,4%, CSN com 12,4% e Gerdau com 11,4%.

Nominalmente a Gerdau tem o melhor resultado de vendas no 4º trimestre de 2020 com R$ 13,62 bilhões, seguida pela CSN com 9,79 bilhões, Usiminas com R$ 5,47 bilhões e Ferbasa com R$ 464 milhões.

Lucro líquido

O lucro líquido consolidado das quatro empresas de siderurgia no 4º trimestre de 2020 é de R$ 6,37 bilhões, que é o maior valor nominal de lucratividade trimestral do setor historicamente e ultrapassa o maior valor anteriormente registrado no 4º trimestre de 2008, quando as empresas tiveram lucro de R$ 5,07 bilhões, resultado devido principalmente à CSN que registrou lucro de R$ 3,93 bilhões e puxou o setor fortemente.

O lucro da CSN no 4º trimestre de 2020 é de R$ 3,72, ficando atrás somente do resultado do 4º trimestre de 2008.

A Usiminas tem o segundo melhor lucro no 4º trimestre de 2020 com R$ 1,55 bilhão, este é o maior lucro trimestral da empresa no período da amostra.

A Gerdau com lucro de R$ 1,04 bilhão é a terceira mais lucrativa no 4º trimestre de 2020, seguida pela Ferbasa com lucro de R$ 37 milhões, o que a coloca na quarta posição.

Dívida total bruta

A dívida das empresas de siderurgia no 4º trimestre de 2020 é de R$ 59,2 bilhões, valor 19,5% superior ao do mesmo período de 2019 e 5,2% inferior ao do 3º trimestre de 2020.

A CSN é a empresa com maior volume de dívida com R$ 35,2 bilhões, seguida pela Gerdau com R$ 17,5 bilhões, Usiminas com R$ 5,96 bilhões e Ferbasa com R$ 529 milhões.

Em 12 meses a CSN tem o maior crescimento percentual de endividamento com 26,1%, seguida pela Usiminas com 16,9%, Gerdau 9,1% e Ferbasa 6,9%.

O maior nível de endividamento do setor foi no 3º trimestre de 2015 com R$ 70,0 bilhões, ano em que a Gerdau atingiu o seu maior valor de endividamento na amostra desde 2008.

Caixa

O caixa das empresas do setor no 4º trimestre de 2020 é o maior registrado desde 2008 com R$ 26,5 bilhões, o maior valor anteriormente foi no 3º trimestre de 2011 com R$ 25,9 bilhões. O caixa registra crescimento de 119,1% com relação ao 4º trimestre de 2019 e de 34,2% com relação ao 3º trimestre de 2020.

A CSN com R$ 13,7 bilhões tem o maior caixa da amostra, com crescimento de 268,8% com relação ao 4º trimestre de 2019 e de 60,9% com relação ao 3º trimestre de 2020.

A Gerdau com R$ 7,65 bilhões tem o segundo maior caixa com crescimento de 21,7% com relação ao ano de 2019 e aumento de 6,4% com relação ao 3º trimestre de 2020.

A Usiminas com R$ 4,86 bilhões é a terceira empresa com maior nível de caixa, que é 153,4% superior ao do ano de 2019 e 30,4% com relação ao 3º trimestre de 2020.

A Ferbasa tem crescimento de caixa de 61,9% com relação ao ano de 2019 e queda de 8,3% com relação ao 3º trimestre de 2020.

Valor de mercado

O valor de mercado das empresas do segmento Bovespa Siderurgia no dia 5 de março de 2020 é de R$ 119,6 bilhões, maior valor já registrado desde o 1º trimestre de 2010 quando as empresas acumulavam R$ 121,1 bilhões. Houve crescimento de 250,3% com relação ao 1º trimestre de 2019 e 15,2% no ano de 2021 até o dia 5 de março de 2021. O maior valor de mercado trimestral das empresas do setor aconteceu no 2º trimestre de 2008 com R$ 145,8 bilhões.

A CSN é a empresa com maior valor de mercado com R$ 51,0 bilhões no dia 5 de março de 2021, seguida pela Gerdau com R$ 44,0 bilhões, Usiminas com R$ 21,9 bilhões e Ferbasa com R$ 2,61 bilhões.

A Ferbasa é a empresa com o maior crescimento percentual de valor de mercado no ano de 2021 com 32,0%. A Usiminas com 17% é a segunda, seguida pela CSN com crescimento de 16,2% e Gerdau com 12,4%.

————-

Fonte: https://insight.economatica.com/siderurgia-vendas-lucro-e-caixa-do-setor-estao-em-seus-maximos-historicos-no-4o-trimestre-de-2020/